Fux remarcará encontro com chefes do Executivo e Legislativo

Para tentar melhorar a relação, presidente do STF pretende telefonar na próxima semana aos chefes dos outros poderes para definir uma nova data

Presidente do STF, ministro Luiz Fux
Presidente do STF, ministro Luiz Fux Foto: Fellipe Sampaio /SCO/STF

Gustavo Uribeda CNN

Ouvir notícia

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Luiz Fux, remarcará para o retorno dos recessos parlamentar e judiciário encontro com os chefes dos três poderes.

A reunião anterior, que havia sido marcada para a primeira quinzena deste mês, foi adiada após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ter sido internado com uma obstrução intestinal.

O ministro irá telefonar na próxima semana para os chefes do Executivo e Legislativo para discutir a definição de uma nova data para o encontro, que tem como objetivo harmonizar a relação institucional.

Fux já disse que o objetivo da reunião é combinar “balizas sólidas para a democracia”. A reunião ocorre no momento em que Bolsonaro sinaliza uma mudança na relação com o Judiciário e o Legislativo ao nomear o senador Ciro Nogueira (PP-PI) para a Casa Civil.

O encontro foi sugerido por Fux em encontro, no início deste mês, com Bolsonaro. Na reunião, o ministro sugeriu ao presidente que evite críticas públicas a integrantes da Suprema Corte, como ao presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Luís Roberto Barroso.

Além de ser conhecido como um hábil articulador político, o novo ministro da Casa Civil construiu nos últimos anos uma relação de proximidade com ministros do Poder Judiciário, como Gilmar Mendes e Dias Toffoli.

Além disso, o presidente nacional do PP é considerado um dos padrinhos da indicação de seu conterrâneo Nunes Marques para a vaga de Celso de Mello, em outubro.

Nos últimos meses, assessores presidenciais vinham defendendo a necessidade de Bolsonaro viabilizar um canal de diálogo com o STF. 

Mais Recentes da CNN