Gisele Soares: Oposição faz manifestações incoerentes que não convencem o povo

No quadro Liberdade de Opinião, advogada analisou atos contra o governo de Jair Bolsonaro que aconteceram durante o fim de semana em todo o país

Da CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

No quadro Liberdade de Opinião desta segunda-feira (4), a advogada Gisele Soares falou sobre as manifestações contra o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) realizadas em todas as capitais no último fim de semana.

O maior protesto foi em São Paulo. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do estado, 8 mil pessoas se reuniram na Avenida Paulista. Esse público, se somado ao que compareceu aos dois atos anteriores contra o presidente na capital paulista —  nos dias 7 e 12 de setembro — totalizou 29 mil pessoas. É um quarto do que, também segundo a secretaria, esteve na manifestação a favor de Bolsonaro, no dia 7 de setembro, no mesmo local.

“Foram mais de 20 partidos políticos, mais de 10 movimentos sindicais e sociais, anunciaram atos em 160 cidades, 14 países — e a maior manifestação reuniu 8 mil pessoas na Avenida Paulista. Se considerarmos que cada uma dessas entidades levou mais ou menos 100 pessoas, teríamos 3 mil pessoas para uma reunião sindical, só que na Paulista”, avaliou Gisele.

“Qual o problema das manifestações e da oposição? É a absoluta incoerência. A oposição não consegue convencer. Ainda que haja pessoas que não concordem totalmente com as políticas do governo, as pessoas não irão às ruas para participar de manifestações com balões da CUT, bandeiras de partidos e com boneco inflável do ex-presidente Lula com faixa presidencial escrito ‘Lula Livre'”, continuou a advogada.

“A oposição precisa sair deste discurso monocórdico do ‘fora Bolsonaro’ e do impeachment. A oposição sequer avança para pensar que, ao conseguir impedir o presidente, quem assumirá será o vice, Hamilton Mourão, general das Forças Armadas, uma instituição que é criticada por esses manifestantes. Enquanto a oposição não aprender que precisa trazer ao povo propostas, bandeiras para 2022, as manifestações vão continuar absolutamente vazias.”

O Liberdade de Opinião teve a participação de Fernando Molica e Gisele Soares. O quadro vai ao ar diariamente na CNN.

As opiniões expressas nesta publicação não refletem, necessariamente, o posicionamento da CNN ou seus funcionários.

(Publicado por Daniel Fernandes)

Mais Recentes da CNN