Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Gleisi Hoffmann vai à China e fala em “aprofundar parcerias” com Partido Comunista

    Uma delegação acompanhou a presidente do PT em reuniões com lideranças chinesas em Pequim

    Gleisi Hoffmann com Li Xi, secretário do Partido Comunista da China, em 10 de abril de 2024
    Gleisi Hoffmann com Li Xi, secretário do Partido Comunista da China, em 10 de abril de 2024 Reprodução/X/@gleisi

    Gustavo Zanferda CNN

    A presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), Gleisi Hoffmann, viajou com uma delegação do partido a Pequim para um encontro com Li Xi, secretário do Partido Comunista da China (PCCh).

    A deputada disse estar comprometida em “aprofundar as parcerias” entre os partidos, cuja relação já dura 40 anos, segundo a petista.

    “Li reafirmou o compromisso da China em cooperar com o Brasil, promovendo intercâmbios e parcerias em diversas áreas e níveis, ampliando os laços de confiança entre os países”, disse Gleisi em uma publicação no X.

    Na terça-feira (9), a delegação do PT, composta por 28 dirigentes e parlamentares, e o PCCh realizaram um seminário para discutir pautas políticas e econômicas.

    Mensagens de apoio dos presidentes Lula e Xi Jinping foram lidas no seminário, segundo Gleisi, que falou sobre a promoção de um alinhamento mais forte entre os partidos progressistas e de esquerda “para enfrentar o movimento da extrema direita que cresce”.

    Gleisi retorna ao Brasil nesta sexta-feira (12).

    A comitiva de Li Xi foi recebida pelo PT no Brasil em setembro do ano passado para assinar um acordo de cooperação e intercâmbio entre os partidos.

    A segurança ao redor da sede do PT em Brasília foi reforçada para a visita do primeiro escalão do PCCh. No encontro, os partidos combinaram a realização de seminários anuais.