Governo e Congresso costuram acordo para liberação imediata de emendas

Acordo prevê destinação de 8 bilhões de reais para enfrentar a pandemia de coronavírus ainda no mês de abril

Ministro da Economia, Paulo Guedes (09.mar.2020)
Ministro da Economia, Paulo Guedes (09.mar.2020) Foto: Adriano Machado/Reuters

Caio Junqueirada CNN

Ouvir notícia

O governo costura com o Congresso um acordo para que a liberação imediata de recursos das emendas parlamentares individuais e de bancada para o combate ao coronavírus no Brasil. Se firmado, permitirá a destinação de 8 bilhões de reais para enfrentar a pandemia ainda no mês de abril.

“Queremos usar o Orçamento impositivo para uma ação imediata de saúde”, disse. O acordo em curso envolve também o Ministério da Economia e o senador Flávio Bolsonaro (sem partido), filho do presidente.

Ele enviará nas próximas horas um ofício ao ministro da Economia, Paulo Guedes, para oficializar o pedido. 

“Aproveito a oportunidade para sugerir que seja publicado a antecipação desse cronograma (de pagamentos das emendas), permitindo que os pagamentos ocorram ainda no mês de abril, chegando o auxílio tempestivamente para a população brasileira”, diz a minuta do ofício, à qual a CNN Brasil teve acesso.

No entanto, segundo fontes, já há sinal da pasta de que o acordo deve ser feito.

Mais Recentes da CNN