Jereissati desiste de pré-candidatura e anuncia apoio a Leite em prévias do PSDB

Leite e Jereissati têm reunião nesta quarta-feira (29), em São Paulo, com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso

Senador Tasso Jereissati
Senador Tasso Jereissati Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Galton Séda CNN

Em Brasília

Ouvir notícia

O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) anunciou nesta terça-feira (28) que desistiu de participar das prévias do PSDB e anunciou que irá apoiar o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, como candidato do partido para disputar as eleições presidenciais de 2022.

Jereissati explicou que a candidatura de Leite é muito parecida com a dele, com pensamentos políticos semelhantes, mas que o governador do Rio Grande do Sul representa “algo novo para o Brasil”.

“Não sou candidato, mas isso não quer dizer que eu não estou na luta. Eduardo Leite representa o PSDB legítimo e também o PSDB do futuro”, declarou o senador.

Jereissati afirmou que os dois, juntos, têm o apoio de 80% das executivas estaduais.

Leite agradeceu o apoio do parlamentar e afirmou que fará uma campanha com objetivo “de união, convergência e diálogo” e que o “Brasil precisa de uma terceira via, um caminho alternativo à polarização”.

“Não podemos ter as mesmas ferramentas daqueles que polarizam. Desse jeito, todos perdem”, destacou Leite em seu discurso durante a reunião do PSDB em Brasília.

Leite e Jereissati têm uma reunião nesta quarta-feira (29), em São Paulo, com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. O objetivo é buscar o apoio de FHC para o nome de Eduardo Leite.

Na disputa

Com a saída de Jereissati das prévias, o PSDB passou de 4 para 3 pré-candidatos. Continuam na disputa, o governador de São Paulo, João Doria, Eduardo Leite e o ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto.

De acordo com apuração da CNN, Arthur Virgílio deverá se manter nas prévias até às vésperas da convenção, marcada para o dia 21 de novembro, data em será definido o nome do tucano que disputará as eleições. Desde já, o apoio de Virgílio é cobiçado pelos outros dois candidatos – e entre os líderes do PSDB ouvidos pela CNN, é grande a expectativa para o lado que o prefeito de Manaus vai pender.

A reportagem da CNN procurou a direção nacional do PSDB e aguarda manifestação da legenda.

Mais Recentes da CNN