Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Juiz que autorizou manifestante a bloquear via novamente em BH é afastado do cargo

    Rua já havia sido desobstruída na sexta- feira (6) em uma operação da Prefeitura de Belo Horizonte,

    Corregedor nacional de Justiça, Luis Felipe Salomão
    Corregedor nacional de Justiça, Luis Felipe Salomão Divulgação/CNJ

    Daniela MallmannJúlia Carvalhoda CNN

     

    O corregedor nacional de Justiça, Luis Felipe Salomão, afastou do cargo o juiz Wauner Batista Machado nesta segunda-feira (9). O juiz havia autorizado um empresário a obstruir novamente a avenida Raja Gabaglia, em frente ao Comando da 4ª Região Militar do Exercito, em Belo Horizonte, para realizar novamente um acampamento.

    A via já havia sido desobstruída na sexta- feira (6) em uma operação da Prefeitura de Belo Horizonte, que desmontou o acampamento instalado pelos manisfestantes em frente ao quartel.

    Na decisão, o corregedor justificou o afastamento sinalizando a “possível prática de graves infrações disciplinares por parte do magistrado, com a utilização do cargo para a prática de atos que favorecem os ataques ao Estado”.

    O juiz autorizou o retorno do manifestante ainda na noite de sexta-feira (6) após o desmonte do acampamento. Após ter conhecimento da decisão, a procuradoria da prefeitura de Belo Horizonte recorreu ao Supremo Tribunal Federal e no sábado (7), o ministro Alexandre de Moraes derrubou a decisão de Wauner e determinou ou desbloqueio imediatos das vias e ainda estipulou uma multa horária de 100 mil reais para quem insistir em bloquear as vias.

    De acordo com o CNJ (Conselho Nacional de Justiça), o juiz deverá prestar informações no prazo de 15 dias e o caso será analisado pelo plenário do órgão.