Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Lewandowski deve manter Andrei à frente da PF; posse no Ministério da Justiça está prevista para 1º de fevereiro

    Segundo apurou a CNN, decisão do presidente Lula sobre novo chefe da pasta já foi comunicada, inclusive, a integrantes do STF

    Ricardo Lewandowski, ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal
    Ricardo Lewandowski, ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal Fabio Rodrigues-Pozzebom/Agência Brasil

    Gustavo UribeThais Arbexda CNN

    Brasília

    Escolhido pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para comandar o Ministério da Justiça e Segurança Pública, o ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski deve manter Andrei Passos como diretor-geral da Polícia Federal.

    Segundo apurou a CNN, a decisão já foi comunicada, inclusive, a integrantes do STF.

    A permanência de Andrei no comando da PF tem como pano de fundo o avanço de uma série de investigações que estão em fase final.

    Integrantes do governo afirmam que estão neste rol as apurações do caso das joias do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), da morte de Marielle Franco e das agressões ao ministro do Supremo Alexandre de Moraes.

    O anúncio de Lewandowski está previsto para as 11h desta quinta-feira (11), mas a posse do novo ministro está prevista para o dia 1º de fevereiro.

    Até lá, de acordo com relatos feitos à CNN, ele definirá os nomes do restante dos cargos vinculados à pasta.