Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Lewandowski escolhe Jean Uema para comandar Secretaria Nacional de Justiça

    Advogado substituirá o advogado Augusto Arruda Botelho

    Ministro Ricardo Lewandowski
    Ministro Ricardo Lewandowski Foto: Nelson Jr./Sco/STF (10.mar.2020)

    Jussara Soaresda CNN

    Brasília

    Prestes a assumir o ministério da Justiça, Ricardo Lewandowski convidou o atual chefe da Assessoria Especial da Secretaria de Relações Institucionais, Jean Uema, para comandar a Secretaria Nacional de Justiça.

    O advogado substituirá o advogado Augusto Arruda Botelho. Próximo do ministro Alexandre Padilha, Ueda também teve o apoio do advogado-geral da União, Jorge Messias, para ficar com o posto.

    Uema tem ainda proximidade com o próximo secretário-executivo da pasta, Manoel Carlos de Almeida Neto. Os dois trabalharam juntos no Supremo Tribunal Federal (STF) quando Lewandowski era ministro da Corte.

    A Secretaria Nacional de Justiça é considerada estratégica. Por ela passam, por exemplo, as indicações de ministros e de desembargadores para tribunais de todo o país.

    Confirmações

    Ao menos outros quatro nomes estão confirmados na equipe de Lewandowski. O procurador Mário Sarrubbo será o secretário nacional de Segurança Pública. E Ana Maria Alvarenga Mamede Neves será a chefe de gabinete do ministro.

    O atual diretor-geral da Polícia Federal, Andrei Rodrigues, também vai ser mantido no cargo. O mesmo ocorrerá com o diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Antônio Oliveira.