Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ministro da Defesa diz à CNN que Exército e CGU já se acertaram sobre entrega de processo de Pazuello

    Segundo José Múcio Monteiro, Exército "está disposto a colaborar"; "não há problema em abrir os dados", disse

    O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello
    O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello Reprodução/CNN (16.dez.2020)

    Caio Junqueira

    O ministro da Defesa, José Múcio Monteiro, disse à CNN que o Exército e a Controladoria-Geral da União (CGU) já se entenderam sobre a entrega de informações do processo sobre o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello.

    “Não vai ter nenhum problema. O ministro da CGU [Vinícius Carvalho] e o comandante do Exército inclusive já se reuniram para tratar do assunto”, disse Múcio à CNN. O encontro, segundo ele, ocorreu há cerca de dez dias.

    “O Exército está disposto a colaborar. O processo vai ser de colaboração. Eles já conversaram e se entenderam. Não há problema em abrir os dados”, completou Múcio. O ministro avaliou ainda que o episódio não deve afetar o processo de pacificação do governo com a Forças Armadas. “Não vai ter problema nenhum”, afirmou.

    Interlocutores de Pazuello, porém, afirmaram à CNN que é provável que o Exército entregue informações sobre o processo, mas não necessariamente sua íntegra. Isso porque, segundo essa fonte, a legislação não obriga a entregar documentos e o processo, por ser disciplinar, tem natureza sigilosa.

    Pazuello, eleito deputado federal nas eleições, não irá se manifestar sobre o caso.