Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Eleições 2022

    Moraes diz que TSE vai avaliar proposta de fechamento de clube de tiros

    Conselho Nacional de Chefes da Polícia Civil pede suspensão dos clubes de tiro antes, durante e depois das eleições deste ano

    Gabriela Coelhoda CNN

    em Brasília

    O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Alexandre de Moraes, afirmou nesta quinta-feira (22) que a corte “vai avaliar” a proposta feita por representantes do Conselho Nacional de Chefes da Polícia Civil na última terça-feira sobre a suspensão dos clubes de tiro antes, durante e depois das eleições deste ano.

    Moraes foi abordado por jornalistas após a sessão desta quinta e perguntado sobre a questão. O objetivo é restringir o porte de armas apenas aos representantes das forças de segurança que vão trabalhar nas eleições.

    A lista de sugestões apresentadas à corte eleitoral inclui o fechamento das escolas de tiro desde a sexta-feira anterior ao domingo de votação, e até um dia depois.

    A medida seria aplicada como a “lei seca” que prevê veto, pelos tribunais regionais eleitorais, ao consumo e venda de bebidas alcoólicas no período eleitoral.

    Ao presidente da corte eleitoral, policiais civis demonstraram preocupação com o acirramento das eleições e a possibilidade de ocorrências criminais com armas de fogo.

    Em agosto deste ano, o TSE decidiu por unanimidade pela proibição do porte de armas no raio de 100 metros dos locais de votação.

    Apesar da medida, as forças de segurança ainda demonstraram receio com a autorização aos “CACs” para o transporte de armamento até os clubes de tiros.