Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    “Não há disputa de poder”, diz Silveira sobre relação com Prates

    Ministro de Minas e Energia reiterou que ele e o presidente Lula respeitam a "governança própria" da empresa

    Ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, durante entrevista
    Ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, durante entrevista undefined

    Rachel AmorimLucas Schroederda CNN

    Rio de Janeiro e São Paulo

    O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, afirmou nesta sexta-feira (12) que “não há disputa de poder” entre ele e o presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, cuja permanência no cargo esteve em dúvida nas últimas semanas.

    “Não há disputa de poder peremptoriamente. Eu tenho a maior admiração pelo parlamentar que foi o Prates, como pessoa humana”, disse o ministro a jornalistas no Fórum Brasileiro de Líderes em Energia, no Rio de Janeiro.

    De acordo Silveira, “o presidente Lula sabe que a Petrobras tem uma governança própria e nós respeitamos essa governança”.

    Questionado sobre se há insatisfação na forma como o presidente da Petrobras tem comandado a estatal, Silveira declarou que “tanto o presidente Prates quanto o ministro de Minas e Energia e todos os outros têm que estar sempre aperfeiçoando a forma de administrar”.

    “E como fazemos isso? Ouvindo, aprendendo, tendo a oportunidade de reconhecer que, às vezes, a gente erra e tem que corrigir a rota. Naturalmente, a natureza de um cargo de ministro de Estado é completamente diferente da natureza de um presidente de estatal com a importância da Petrobras”, acrescentou Silveira.

    Ainda segundo o ministro, o presidente de uma estatal precisa se preocupar com o interesse do investidor, além de manter um diálogo “permanente” como formulador de política e fazer gestão.

    “As minhas posições são posições de governo. O presidente da Petrobras tem que dar resposta aos acionistas de referência e ao acionista controlador”, complementou Silveira.