Não vejo problema em voto impresso, diz Mourão

Vice-presidente diz que é necessário aguardar a definição do Congresso sobre o tema; comissão especial da Câmara dos Deputados analisa proposta nesta segunda

Vice-presidente Hamilton Mourão (20.nov.2020)
Vice-presidente Hamilton Mourão (20.nov.2020) Foto: CNN Brasil

Gabrielle Varela e Teo Cury, da CNN, em Brasília

Ouvir notícia

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, afirmou que não vê problemas no voto impresso para as eleições de 2022. Ele falou brevemente aos jornalistas na manhã desta segunda-feira (5) na chegada ao seu gabinete.

“Eu não vejo problema em que haja a impressão do voto, conforme eu já falei aqui com vocês. Igual quando você vai em um banco ali, vai na cooperação e imprime e coloca em uma urna na frente do mesário e pronto. Se alguém tiver dúvida conta aquilo ali. Não vejo problema nisso, acho que é uma discussão que ela está sendo inócua”, disse Mourão. 

Na Câmara dos Deputados, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que trata do voto impresso nas eleições de 2022 está na Comissão Especial, que se reúne nesta segunda-feira (5)

Há ainda a possibilidade, segundo o presidente da Comissão, o deputado Paulo Martins (PSC-PR), de que a votação da PEC aconteça nesta quinta-feira (8), mas a avaliação dele é de que a proposta não deve passar no Plenário nem na comissão.

Mourão ainda disse que é necessário aguardar a definição do Congresso sobre o tema. “Vamos aguardar aí o que o Congresso vai definir. Isso é uma discussão que tem que ser travada lá dentro. Vamos ver o que decide isso aí.”

Em entrevista exclusiva à CNN neste domingo (4), o presidente do Senado e do Congresso Nacional, senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG) afirmou confiar no sistema eleitoral brasileiro e ser pessoalmente contrário à PEC do Voto Impresso.

Mais Recentes da CNN