Pacheco se reunirá com técnicos do Senado para decidir que CPI da Covid-19 abrir

Há opção de abrir uma CPI mais restrita, para investigar apenas o governo federal, ou uma mais ampla, incluindo governadores e prefeitos

Igor Gadelhada CNN

Ouvir notícia

 O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), se reunirá nesta terça-feira (13) com técnicos da Secretaria-Geral da Mesa Diretora para avaliar qual CPI da Covid-19 abrirá: se uma mais restrita, para investigar apenas o governo federal, ou uma mais ampla, incluindo governadores e prefeitos. 

Pacheco já conversou com alguns técnicos da Casa, mas quer se reunir pessoalmente nesta terça-feira, quando chega de São Paulo. O presidente do Senado está desde este domingo (11) na capital paulista para uma série de reuniões e compromissos fechados à imprensa. 

 

A dúvida do senador do DEM de Minas Gerais está relacionada ao artigo 146 do regimento interno do Senado. O dispositivo diz que “não se admitirá comissão parlamentar de inquérito (CPI) sobre matérias pertinentes à Câmara dos Deputados, às atribuições do Poder Judiciário e aos Estados”. 

Nesta segunda-feira (12), o senador Eduardo Girão (Podemos-CE) disse à CNN ter mais do que as 27 assinaturas mínimas necessárias em apoio à criação de uma CPI para investigar a atuação dos governos federal, estaduais e municipais no combate ao novo coronavírus.

Girão, porém, ainda não protocolou o pedido. O senador prometeu apresentar o pedido até esta terça-feira, quando está prevista a leitura do pedido de CPI da Covid-19 apresentado pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP). O requerimento de Randolfe, porém, define a União como único alvo da comissão.

Presidente do Senado Federal, senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG)
Presidente do Senado Federal, senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG)
Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Mais Recentes da CNN