Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Podemos decide fechar aliança com Simone Tebet

    Partido, aliado à federação PSDB-Cidadania, apoiam no Paraná a reeleição ao Senado de Alvaro Dias

    Iuri Pittada CNNGustavo Uribe

    Ouvir notícia

    O Podemos decidiu nesta quinta-feira (4) apoiar a candidatura presidencial de Simone Tebet (MDB), já aliada à federação PSDB-Cidadania. Esses partidos foram essenciais na costura política: no Paraná, as siglas vão defender a reeleição ao Senado de Alvaro Dias, cujo nome chegou a ser cotado para uma nova disputa pelo Palácio do Planalto.

    Na convenção nacional do Podemos, a presidente do partido, deputada Renata Abreu (SP), chegou a lançar o nome do senador como candidato à Presidência. O congressista, porém, preferiu tentar a reeleição, na qual enfrentará o ex-correligionário Sergio Moro, que foi juiz federal no estado e ministro do governo Jair Bolsonaro (PL).

    Na terça-feira, quando foi anunciada a senadora Mara Gabrilli (PSDB-SP) como candidata a vice-presidente ao lado de Simone Tebet, o presidente do MDB, deputado Baleia Rossi (SP), disse que ainda havia conversas para atrair o Podemos para a aliança.

    O anúncio do Podemos está previsto para esta sexta-feira (5), em São Paulo.

    O Podemos também chegou a negociar a possibilidade de indicar candidato a vice-presidente da senadora Soraya Thronicke, do União Brasil. As negociações, no entanto, não foram adiante.

    Caso se confirme o apoio do Podemos, a candidatura de Tebet incluirá quatro legendas: MDB, PSDB, Cidadania e Podemos. A previsão é de que a chapa presidencial tenha o quarto maior tempo de propaganda eleitoral.

    Procurados pela CNN, Podemos e MDB ainda não responderam à reportagem.

    Mais Recentes da CNN