Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Quatro cidades do RS ainda estão sem serviço de comunicação; “Estamos trabalhando”, diz ministro à CNN

    Situação é pior na região do Vale do Taquari; falta de energia elétrica dificulta volta de serviços, segundo Juscelino Filho

    Henrique Sales Barrosda CNN

    São Paulo

    Há 227 municípios do Rio Grande do Sul com ao menos “uma operadora ou provedor” funcionando, e quatro estão com “afetação total” dos serviços, disse à CNN o ministro das Comunicações, Juscelino Filho.

    “Estamos trabalhando para restabelecer essas comunicações em todos os municípios e regiões”, afirmou o ministro ao Bastidores CNN (de segunda a sexta-feira, às 14h).

    São quatro as cidades gaúchas que, devido às chuvas, estão sem serviços de telecomunicações:

    • Arroio do Meio, Doutor Ricardo e Progresso, no Vale do Taquari;
    • e Eldorado do Sul, na Grande Porto Alegre.

    Em Arroio do Meio, a administração municipal relatou que a falta de acesso a serviços básicos afeta 90% da cidade.

    Já em Eldorado do Sul, sem água, luz ou comida, o prefeito decidiu evacuar o município inteiro.

    Algumas cidades estão com dificuldade para ter a conexão estabelecida devido à falta de energia – por vezes, em todo o município –, segundo o ministro.

    Dado o problema, as prestadoras abriram o serviço de roaming, que permite que clientes de uma operadora inativa se conectem a outra, ainda ativa em determinada região.

    Provedores de internet

    Ainda à CNN, Juscelino destacou que, nesta quinta, houve uma reunião com empresas provedoras de serviços de internet no estado.

    “O governo vai estar ao lado não só dos grandes, mas das médias e pequenas empresas provedoras, para se restabelecerem”, afirmou.

    De acordo com o ministro, o governo federal, agora, tem dialogado com o governo gaúcho e prefeituras para levar conectividade a órgãos do estado e dos municípios.

    “Servidores [nas prefeituras] estão se organizando de algum local para montar um plano humanitário e solicitar recursos do governo federal”, relatou.

    “Para ter essa comunicação (de solicitação de recursos), eles precisam dessa conectividade. Vamos dar esse suporte”, acrescentou.