Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Relatório final da CPI deve propor indiciamento de ao menos 30 pessoas, diz Aziz

    À CNN, presidente da CPI da Pandemia afirmou que não há previsão de depoimento na próxima sexta-feira (8)

    Gustavo Uribe

    O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, Omar Aziz (PSD-AM), disse à CNN que a expectativa é de que o relatório final da comissão de inquérito proponha o indiciamento de pelo menos 30 pessoas.

    Ao todo, a lista de investigados do relator, o senador Renan Calheiros (MDB-AL), soma 32 pessoas, incluindo políticos, médicos e empresários.

    O parecer final deve ser apresentado no dia 19 de outubro, depois de uma cerimônia em frente ao Congresso Nacional em homenagem às vítimas do novo coronavírus.

    Calheiros disse à CNN que o número final de pessoas que podem ser indiciadas não foi fechado, mas salientou que enviará à PGR (Procuradoria-Geral da República) apenas os nomes que tiverem prerrogativa de foro.

    A ideia é enviar os demais pedidos de indiciamento para ministérios públicos estaduais, procuradorias-gerais dos estados, tribunais de contas e assembleias legislativas.

    Bolsonaro e Pazuello

    Na cúpula da CPI da Pandemia, os nomes do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello são dados como certos para solicitações de indiciamento no parecer final.

    Omar disse ainda que não há previsão de depoimento para a próxima sexta-feira (9). O campo majoritário discutia convocar um ministro do governo Jair Bolsonaro.

    Em reunião na noite desta segunda-feira (4), no entanto, chegou-se a um consenso de que os depoimentos da comissão de inquérito serão encerrados na próxima quinta-feira (7).