Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ricardo Nunes deve se associar a Tarcísio e comparar Boulos a Haddad para tentar reeleição

    Prefeito de São Paulo começou a desenhar estratégia eleitoral para a disputa municipal de 2024

    Gustavo Uribe

    Em busca da reeleição, o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), começou a discutir com um grupo de aliados a sua estratégia para a disputa municipal de 2024.

    Segundo relatos feitos à CNN, o entorno do prefeito tem defendido que ele associe sua imagem à do governador Tarcísio de Freitas (Republicanos).

    De acordo com uma pesquisa feita pelo grupo do prefeito, cujos detalhes foram relatados para a CNN, o apoio de Tarcísio hoje ajuda Nunes a ganhar votos na capital paulista.

    Não é à toa que, cada vez mais, o prefeito tem citado a sua parceria com Tarcísio em discursos e entrevistas.

    Por outro lado, na tentativa de enfraquecer o seu provável adversário Guilherme Boulos (PSOL-SP), Nunes pretende associá-lo à gestão de Fernando Haddad, do PT.

    A ideia é relembrar pontos fracos da gestão do petista e construir o discurso de que, com Boulos, São Paulo correria o risco de “repetir erros” e “retornar ao passado”.

    A hipótese de a ex-primeira-dama da cidade Ana Estela Haddad ser companheira de chapa de Boulos, inclusive, tem sido comemorado por aliados do prefeito, porque facilitaria a vinculação.

    Para reforçar o vínculo com Tarcísio, tem ganhado força a indicação para o posto de candidato a vice-prefeito um nome do Republicanos.

    O hoje favorito é o da deputada federal Maria Rosas (SP). A professora tem histórico de trabalho social junto a pessoas com deficiência e em situação de rua.