Segundo turno em SP: Covas exalta experiência e Boulos defende mudança

Candidatos de PSDB e PSOL participam de debate organizado pela CNN nesta segunda-feira (16)

Bruno Covas e Guilherme Boulos
Bruno Covas e Guilherme Boulos Foto: Reprodução

Guilherme Venaglia, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Adversários no segundo turno das eleições municipais na cidade de São Paulo, Bruno Covas (PSDB) e Guilherme Boulos (PSOL) enfatizaram diferenças entre si em seus primeiros discursos públicos após a definição do cenário na capital paulista.

Os dois candidatos participam já nesta segunda-feira (16) do primeiro debate do segundo turno na cidade, organizado pela CNN. O encontro acontecerá às 20h e será mediado pela jornalista Monalisa Perrone.

Bruno Covas (PSDB)

 

O atual prefeito Bruno Covas, candidato à reeleição pelo PSDB, interpretou o resultado das urnas, que o colocou em primeiro lugar no segundo turno, como um sinal de que “São Paulo quer experiência”. Covas disse que a cidade precisa de responsabilidade fiscal para buscar a redução das desigualdades.

“São Paulo disse que quer experiência. São Paulo disse que quer continuar sonhando em redução de desigualdade social, garantindo, através da responsabilidade fiscal, justiça fiscal”, afirmou o prefeito, que disse que “a esperança vai vencer os radicais no segundo turno”.

Guilherme Boulos (PSOL)

O candidato do PSOL, Guilherme Boulos, fez uma interpretação oposta do resultado das urnas. “Praticamente 70% da cidade de São Paulo votou pela mudança. E mudança, nesse 2o turno, é representada pela nossa chapa; eu e Luiza Erundina”, disse Boulos.

O postulante disse que sua ida ao segundo turno é uma derrota para o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e que agora, além de Covas, quer enfrentar o governador João Doria (PSDB). “Neste primeiro turno, vencemos Bolsonaro. Vencemos o projeto de ódio, de atraso e de mentira que tentou se enraizar na cidade de São Paulo. Agora, no segundo turno, vamos vencer João Doria”, afirmou.

 

Mais Recentes da CNN