Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    “Vamos anunciar o maior pacote de enfrentamento de desastres climáticos da história”, diz Lula

    Pacote de aproximadamente R$ 15 bilhões é voltado para grandes empresas e indústrias; cooperativas também serão contempladas

    Segundo Lula, o anúncio vai acontecer nesta quarta-feira (29)
    Segundo Lula, o anúncio vai acontecer nesta quarta-feira (29) Reprodução/CNN

    Gabriel GarciaPedro Teixeirada CNN

    São Paulo

    O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), afirmou, nesta terça-feira (28), que o governo federal vai anunciar o maior pacote de enfrentamento de desastres climáticos da história para auxiliar o Rio Grande do Sul.

    Medidas a serem anunciadas se referem a um pacote para grandes empresas e indústrias de aproximadamente R$ 15 bilhões, segundo informou o vice-presidente e ministro do Desenvolvimento Indústrias e Serviços, Geraldo Alckmin.

    Segundo Lula, o anúncio vai acontecer nesta quarta-feira (29). “Aprovamos para anunciar amanhã o maior pacote de enfrentamento de desastres climáticos já feito no Brasil para o RS”.

    Lula ainda afirmou que a ajuda deve chegar para todos. “Vamos atender pessoa jurídica, física, pequeno, micro e médio empresário. Não vai ficar ninguém de fora”.

    A declaração do presidente aconteceu no Palácio do Planalto, na noite dessa quarta, durante evento de sanção da lei que institui o programa Depreciação Acelerada para modernização do parque industrial brasileiro.

    Alckmin, que estava no evento com Lula, falou com a imprensa ao fim da cerimônia. O vice-presidente explicou que os benefícios serão oferecidos por meio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

    Segundo o vice-presidente, o banco montará uma unidade avançada na capital gaúcha. Ele disse que as cooperativas de crédito também serão contempladas pelos programas via empréstimos.

    Medidas

    O ministro extraordinário para Apoio à Reconstrução do RS, Paulo Pimenta, também comentou sobre novas medidas que serão divulgadas.

    “Amanhã (29) nós teremos um anúncio importante em Brasília. Estamos aguardando para um anúncio de novas medidas, todas elas para apoiar a atividade economia do nosso estado e a manutenção dos empregos”, afirmou o ministro, durante entrevista coletiva em Porto Alegre.

    O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, foi outro que comentou o assunto. “Fechamos agora com o presidente e ele pediu para a Casa Civil marcar o horário do anúncio amanhã. Está pronta a medida e validada pelo presidente”, disse Haddad a jornalistas na portaria do Ministério da Fazenda.

    No último dia 17, Haddad afirmou que o ministério estava preparando medidas para manter as indústrias no estado e salvar os empregos nessas companhias.

    “O Tesouro está fazendo essa relação, mas já formatamos o programa de atendimento às grandes empresas do RS e vamos levar ao presidente. Não apresentamos ainda, mas ele está informado do que pretendemos fazer, vamos bater os detalhes na semana que vem creio que na semana que vem seja possível anunciar essas medidas com relação às empresas”, disse na ocasião.

    Haddad também pontuou que já conversou com a Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs) e reconheceu que o estado tem um parque industrial muito relevante, inclusive com relação à exportação. “Temos que cuidar dessa parte também”, frisou.

    “Estamos pensando em eficiência para fazer o recurso chegar a quem precisa da maneira correta. Então, cada real investido, tem que ter o maior impacto econômico, social e ambiental possível. Estamos tomando cuidado para desenhar cada ação sob medida para aquela necessidade”, disse Haddad.

    *Com informações de Douglas Porto