Médico que participou de jantar com Bolsonaro defende 'sentimento pró-Brasil'

Claudio Lottenberg, presidente do Conselho do Hospital Albert Einsten, afirmou que polêmicas não foram levantadas em encontro entre empresários e governo

Da CNN
07 de abril de 2021 às 23:25

O presidente do Conselho do Hospital Albert Einsten, Claudio Lottenberg, participou de jantar com a cúpula do governo federal na noite desta quarta-feira (7), onde o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), ministros e empresários discutiram medidas para amenizar as consequênicas causadas pela pandemia de Covid-19 no Brasil. 

Em entrevista à CNN, concedida logo após o encontro, Claudio Lottenberg afirmou que o encontro foi marcado por um clima amistoso, onde temas mais delicados não foram "polemizados". Para Lottengberg, a reunião levantou o sentimento "pró-Brasil", onde as decisões envolvendo a crise gerada pela pandemia não devem ser politizadas.

"Foi tratado da preocupação com as questões econômicas, nesse momento o Brasil tem que ter um sentimento pró-Brasil, nem linha A nem linha B. É um momento de colaborarmos com um único Brasil, nesse sentido acho que foi proveitosa a nossa conversa nesse jantar", disse.

O tema lockdown foi abordado no encontro, segundo o empresário, e o presidente Bolsonaro apresentou as razões pelas quais a medida não deve ser adotada no Brasil.

"O presidente, desde o primeiro momento, tem travado discussões onde ele se preocupa com a questão de economia do país. Evidentemente sabemos que o lockdown tem uma manifestação importante, em toda a economia nacional, e ele tem esse tipo de posicionamento. Esse dabate hoje é muito presente, o lockdown de maneira generalizada, quem sabe não seja uma medida que possamos aplicar de forma linear. O presidente é um defensor de que tenhamos um certo relaxamento, não defende o lockdown de maneira generalizada e nós não polemizamos quanto a  isso", disse. 

De acordo com o representante do Hospital Albert Einstein, no jantar o presidente apresentou-se amistoso e disposto a entender a posição dos convidados, perante o momento atual. 

"O presidente foi muito simpático, absolutamente predisposto a entender e escutar minhas opiniões sobre o momento atual. O Brasil trocou recentemente o minsitro da Saúde, é um médico, que exige o uso de máscara, distanciamento social. O país passa por um momento dificil da pandemia, mas sabemos que o comportamento regional é diferente, precisamos pensar como dimunuir a transmissibilidade desse vírus", afirmou Lottenberg.