Abril Marrom: conheça as principais causas da cegueira e saiba como prevenir

No mês dedicado à prevenção e combate à cegueira, especialistas alertam para os cuidados com a visão

Lucas Rochada CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

A campanha Abril Marrom chama atenção para a prevenção e combate à cegueira. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número de brasileiros com deficiência visual é de cerca de 6,5 milhões.

Dados do Atlas Vision, publicado pela International Agency for Blindeness Prevention (IABV) em 2020, indicavam que o Brasil tinha estimativa de 28,6 milhões de pessoas com perda de visão.

Para a Organização Mundial da Saúde (OMS), 80% das causas de deficiência visual podem ser prevenidas ou tratadas. O primeiro relatório mundial sobre visão, divulgado pela OMS em 2019, apontava que pelo menos 2,2 bilhões de pessoas têm deficiência visual ou cegueira, das quais pelo menos 1 bilhão são portadores de deficiência visual que poderia ter sido evitada ou que ainda não foi tratada.

Na edição desta quinta-feira (7) do quadro Correspondente Médico, do Novo Dia, o neurocirurgião Fernando Gomes explicou como funciona o sistema ocular humano, as principais causas da cegueira e medidas de prevenção.

Na formação da visão, a luz segue um trajeto que vai do sistema ocular ao cérebro. Nesse caminho, ela atravessa a pupila, cruza o cristalino, passa pela retina e percorre o nervo óptico rumo ao cérebro, a partir de estímulos elétricos.

“Se eu tenho algum problema nessas estruturas, essa transformação do estímulo luminoso em informação elétrica e, consequentemente, visão fica comprometida”, diz Gomes. “Se com o passar do tempo o cristalino, que é a lente natural dos olhos, fica opaco, como por exemplo na catarata, você vai ter um problema na formação da imagem na retina”, completa.

Segundo o médico Fernando Malerbi, coordenador do Departamento de Saúde Ocular da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD) e membro da comissão de Teleoftalmologia da Sociedade Brasileira de Retina e Vitreo (SBRV), as principais causas da cegueira em adultos são a catarata, o glaucoma, a degeneração macular relacionada à idade (DMRI) e o diabetes (ou edema macular diabético – EMD).

Geralmente, a catarata provoca baixa acuidade visual progressiva. O tratamento pode ser feito a partir de cirurgia, que permite recuperar a visão do paciente.

O glaucoma, por sua vez, pode apresentar diferentes quadros clínicos. “É uma doença silenciosa, não dá sintomas. Só fica perceptível quando é terminal. E, ao contrário da catarata, a perda que ele (glaucoma) provoca é irreversível”, afirma Malerbi. Quando identificada de maneira precoce, a doença pode ser controlada com o uso de colírios que aliviam a pressão ocular e evitam danos ao nervo óptico.

A degeneração macular relacionada à idade atinge a população mais idosa, após os 60 ou 70 anos. A OMS estima que cerca de 30 milhões de pessoas no mundo tenham a condição. A doença tem duas formas: seca e úmida, que podem ser tratadas com compostos de vitaminas e farmacoterapia intraocular, respectivamente.

O diabetes é considerado a principal causa de perda visual evitável na população economicamente ativa, em diversos países. Considera-se que 95% dos casos de perda visual pela doença são evitáveis ou tratáveis. O acompanhamento oftalmológico deve ser realizado ao menos uma vez ao ano, para detecção de possíveis alterações na visão.

(Com informações da Agência Brasil)

Mais Recentes da CNN