Brasil receberá 1,5 milhão de doses da Janssen, metade do anunciado

Mudança foi anunciada pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em reunião com senadores

Natália André, da CNN, em Brasília

Ouvir notícia

 A Johnson & Johnson, fabricante da vacina Janssen, enviará 1,5 milhão de doses de seu imunizante ao Brasil. A quantidade representa metade dos 3 milhões que o Ministério da Saúde havia anunciado.

A mudança foi anunciada pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em reunião de comissão sobre a Covid-19 no Senado nesta segunda-feira (21).

“Essas vacinas estavam previstas no nosso calendário para o último trimestre de 2021. Eram 38 milhões de doses. Negociamos com a Janssen e eles iriam antecipar 3 milhões de doses. Lamentavelmente, não foi possível”, afirmou Queiroga. “Mas já antecipo, aqui, que, amanhã, devem chegar no Aeroporto de Guarulhos, 1,5 milhão de doses da Janssen. Vacinas úteis. Essa é dose única que permite imunização mais rápida”, completou o chefe da pasta.

Doação exclusiva

O Brasil ainda pode receber uma doação dos Estados Unidos de 3 milhões de doses desta vacina. As conversas entre os dois governos estão acontecendo há semanas. Fontes do ministério disseram à reportagem que uma definição pode sair ainda nesta semana.

Vacina Johnson & Johnson/Janssen
Vacina Johnson & Johnson/Janssen
Foto: Saulo Angelo/Futura Press/Estadão Conteúdo

Mais Recentes da CNN