Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Brasil terá seringas para atender começo da vacinação, diz associação

    Paulo Henrique Fraccaro, superintendente da Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos, falou sobre aquisição de seringas no país

    Da CNN, em São Paulo

    Superintendente da Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos e Odontológicos (ABIMO), Paulo Henrique Fraccaro disse à CNN que os 30 milhões de agulhas e seringas requisitadas pelo governo às indústrias nacionais serão entregues até o final de janeiro.

    “Teremos seringas para atender o início da vacinação no país. Isso que acho muito importante nesse momento: transmitir tranquilidade à população de que os 30 milhões de seringas com agulhas serão entregues até o final do mês e esse volume é mais do que suficiente para começar o processo de vacinação”, afirmou Fraccaro.

    Leia também:

    Pazuello: Brasil garantiu 354 milhões de doses de vacina, incluindo Coronavac
    Governo zera alíquota de importação de seringas e agulhas até 30 de junho
    Após fracasso, Saúde vai abrir novo pregão de seringas e agulhas mais caras

    Em pronunciamento na quarta-feira (6), o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, reforçou que o país tem as agulhas e seringas de que necessita para iniciar a imunização contra a Covid-19. As dúvidas sobre a disponibilidade desses insumos foram ampliadas depois que um pregão realizado pelo governo federal para comprá-los fracassou. Na ocasião, o Brasil conseguiu adquirir apenas 2,4% do que buscava.

    Para o representante da ABIMO, a abertura de diálogo feita pelo governo com as empresas produtoras de seringas foi essencial para a garantia dos artigos à população do país. “Nessa reunião [com as fabricantes de seringas], o governo entendeu que não adianta ter estoque para todo o Brasil enquanto não tivermos as vacinas em mesmos números. Por isso, ele vai abrir, para o próximo edital, a permissão para que as empresas possam fazer suas entregas de acordo com a sua disponibilidade de produção”, explicou.

    VacinaçãoSeringa e agulha para vacinação contra o coronavírus
    Foto: Pexels

    (Publicado por Leonardo Lellis)