Coronavac pode ter mais eficiência do que vacinas com eficácia maior

Cardiologista e epidemiologista explica vantagens da vacina desenvolvida pelo Instituto Butantan

Ouvir notícia

A Coronavac pode levar vantagens sobre outras vacinas mesmo tendo índices de eficácia inferiores que outros imunizantes contra a Covid-19. Quem explica é o cardiologista e epidemiologista do Centro de Pesquisa Clínica e Epidemiológica do Hospital Universitário de São Paulo, Márcio Bittencourt, em entrevista à CNN nesta quarta-feira (13).

“A eficiência dela pode ser maior que a de outras vacinas que têm uma eficácia maior. Para ser eficiente a vacina não precisa só ter um número bom no estudo, precisa ser distribuída de uma forma direta, simples, que chegue nas pessoas com a qualidade adequada. É muito melhor ter 50 ou 100 milhões de vacinados com uma vacina com uma eficácia um pouco menor do que vacinar 1 ou 2 milhões com uma vacina muito boa”, avalia.

 

Ele explica que, com o aumento de casos no Brasil, esperar um imunizante 100% eficaz não é a melhor estratégia. “Se eu ficar mais um ano exposto ao vírus, na intensidade de transmissão no Brasil, sem tomar vacina nenhuma, meu risco é muito maior do que tomar uma vacina que talvez não me garanta toda a proteção, mas reduz minha chance de complicar, de internar”.

Não é hora de escolher imunizante ou ter receio, ressalta Bittencourt. “A melhor vacina é a que eu possa tomar logo, a pior é a que demore para chegar. A melhor estratégia é tomar o quanto antes a primeira vacina que a gente tiver acesso, desde que aprovado pelas agências reguladoras”.

(Publicado por Leonardo Lellis)

Mais Recentes da CNN