Brasil confirma 987 novas mortes e tem média móvel recorde pelo 13º dia

Ao todo, foram confirmados 11.051.665 diagnósticos e 266.398 vítimas da doença causada pelo novo coronavírus

Leitos de UTI em hospital de Jundiaí, em São Paulo
Leitos de UTI em hospital de Jundiaí, em São Paulo Foto: Divulgação/Prefeitura Municipal de Jundiaí

Anna Satie, da CNN em São Paulo

Ouvir notícia

O Ministério da Saúde confirmou nesta segunda-feira (8) mais 32.321 casos e 987 mortes por Covid-19. As 987 mortes recalculam a média móvel de vítimas fatais da doença do novo coronavírus, que passou a ser de 1.525 óbitos por dia, décimo terceiro recorde consecutivo.

A média móvel é calculada com a soma e divisão por sete das mortes registradas nos últimos sete dias. O resultado dessa conta subiu porque o número desta segunda-feira é superior ao do mesmo dia da semana passada, quando foram confirmadas 778 mortes pela Covid-19.

Ao todo, o Brasil acumula 11.051.665 diagnósticos e 266.398 vítimas da doença causada pelo novo coronavírus.

Os números desta segunda estão bastante abaixo da média registrada nos últimos sete dias, de 66 mil casos e 1.500 mortes diárias, mas é comum que os registros sejam represados aos fins de semana e segundas-feiras por conta do funcionamento de laboratórios e secretarias de Saúde. 

O governo do Distrito Federal decretou toque de recolher das 22h às 5h a partir desta segunda para tentar conter o avanço da doença. Até o começo desta tarde, 96,3% dos leitos de UTI do DF estavam ocupados.

O secretário municipal de Saúde do Rio de Janeiro, Daniel Soranz, alertou que as vacinas contra Covid-19 acabarão nesta quarta (10), caso não cheguem novas doses. 

Mais Recentes da CNN