Covid-19: São Paulo tem menor taxa de isolamento social desde março

No mês de dezembro, todos os dias tiveram menos de 40%. Em 01, 02 e 03 de dezembro a taxa ficou em 39%. No dia 04 de dezembro, o isolamento caiu para 38%

Movimentação intensa em lojas da Rua 25 de Março
Movimentação intensa em lojas da Rua 25 de Março Foto: Werther Santana/Estadão Conteúdo

Giovanna Bronze,

da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A cidade de São Paulo registrou na sexta-feira (04) 38% de isolamento social. Essa taxa é a menor registrada desde 17 de março, quando a capital paulista também teve 38% de distanciamento, considerada como uma das principais medidas de contenção da pandemia da Covid-19. 

Em 18 de março, o sistema de monitoramento do Estado de São Paulo registrou a taxa de isolamento em 40% pela primeira vez. Desde então, a taxa tem se mantido acima, chegando até o pico de 59% em 29 de março e em 05 de abril na capital paulista. 

Leia também:
Pontos de testagem em massa ficam vazios no primeiro dia de exames no Rio
Fiocruz: 13 capitais têm tendência de aumento de casos de síndrome respiratória

No entanto, a taxa de isolamento em São Paulo voltou a cair e chegou a menos de 40% em novembro. Em 05 de novembro, a taxa foi de 39% – assim como nos dias 06, 12, 13 e 27 do mês.

Já no mês de dezembro, todos os dias tiveram menos de 40%. Em 01, 02 e 03 de dezembro a taxa ficou em 39%. No dia 04 de dezembro, o isolamento caiu para 38%.

No estado de São Paulo, o isolamento no sábado (04) foi de 39%, taxa que também foi registrada em 01 de dezembro e 06 de novembro. Anteriormente, a taxa de isolamento social não ficava abaixo de 40% desde 17 de março, quando o estado registrou 38%. 

O monitoramento do isolamento social no estado paulista é feito pelo SIMI-SP (Sistema de Monitoramento Inteligente de São Paulo), com informações de localização pelos dados do celular, que são recolhidos anonimamente.

Mais Recentes da CNN