Homem que sofreu AVC usa computador para se comunicar após implante cerebral

No quadro Correspondente Médico, neurocirurgião Fernando Gomes explicou como um americano voltou a falar depois de 15 anos por causa de um chip no cérebro

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Na edição desta quinta-feira (5) do quadro Correspondente Médico, do Novo Dia, o neurocirurgião Fernando Gomes explicou o caso de um homem de 35 anos que voltou a se comunicar através de um computador.

O americano sofreu um derrame cerebral (AVC) e ficou 15 anos sem conseguir falar, até que médicos da Universidade da Califórnia implantaram chips na área cerebral que é responsável pela fala. Com isso, a atividade elétrica do cérebro é traduzida para uma tela de computador e as palavras são formadas na tela.

“Existem áreas cerebrais chamadas áreas eloquentes, e a responsável pela fala, por exemplo, é uma delas, que faz com que nessa região a gente tenha estímulos elétricos que saem desses neurônios para o aparelho respiratório e, com isso, se consegue articular as ideias da cabeça e produzir a comunicação”, explicou Gomes sobre o processo natural da fala.

“Por conta de um AVC, houve essa perda no paciente, porém, a consciência dele estava presente — ele só não conseguia fazer essa via final”, completou.

O médico explicou que o microchip instalado no cérebro possibilitou que o computador aprendesse a “ler a intenção de comunicação” do americano. 

“Com o elétrodo implantado, acontece a tradução dessa atividade elétrica cerebral e o trato vocal reestabelece a sua comunicação através do computador. Quando falamos, produzimos cerca de 150 palavras por minuto. O aparelho ainda está dando de 15 a 20 palavras por minuto, mas já é um bom começo”, afirmou Fernando Gomes.

quadro Correspondente Médico
No quadro Correspondente Médico, dr. Fernando Gomes explicou como implante no cérebro pode ajudar na recuperação da fala
Foto: CNN Brasil (5.ago.2021)

 

Mais Recentes da CNN