Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Leitos públicos de enfermaria para Covid-19 se esgotam em Belo Horizonte

    Secretaria Municipal de Saúde informa que, mesmo com índice de ocupação acima dos 100%, não há fila de pacientes esperando por atendimento

    Vinícius TadeuDanilo Moliternoda CNN

    São Paulo

    Ouvir notícia

    Boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte (MG) nesta terça-feira (4) revela que os leitos de enfermaria para Covid-19 do Sistema Único de Saúde (SUS) da capital mineira estão esgotados. O índice de ocupação das unidades de enfermaria para pacientes com coronavírus chega a 105%.

    No entanto, a prefeitura informa que a ocupação acima da taxa de 100% não significa que haja fila para atendimento e que todos os pacientes estão sendo tratados nos hospitais com todos os insumos e equipamentos necessários.

    Diante do grande número de casos de influenza no Brasil, a administração municipal esclarece também, por meio de nota, que pacientes com sintomas gripais, mas que ainda não tenham testado positivo para Covid-19, também podem estar internados nos leitos de enfermaria, já que “os sintomas são muito parecidos”.

    A última vez em que a taxa de ocupação dos leitos de enfermaria para Covid-19 esteve acima de 75,1% em Belo Horizonte foi em abril do ano passado, quando o índice atingiu 75,3%. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, o volume de leitos destinados ao atendimento de pacientes com coronavírus eram “muito maiores naquela época”.

    A cidade também registra alta no número de internações em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) para Covid-19. Segundo o último boletim epidemiológico, a taxa de ocupação nos leitos de UTI está em 78,8% neste momento.

    A secretaria informa ainda que monitora diariamente os números epidemiológicos do município e que, caso necessário, “os leitos podem ser reconvertidos para atendimento Covid ou podem ser abertos novos leitos”.

    Mais Recentes da CNN