Medo da Covid-19 estimula fumantes a largarem o cigarro

Procura por ajuda cresceu 30% no Hospital do Coração, em São Paulo

Luiz Fernando Toledo e Renan Fiuza

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A pandemia do novo coronavírus tem gerado alguns transtornos psicológicos na população, entre eles, a ansiedade. Para quem já é fumante, o vício pode ter se intensificado. No entanto, na contramão deste agravamento, alguns fumantes estão escolhendo o período da quarentena para repensar seus hábitos e parar de fumar. 

No Hospital do Coração (HCor), em São Paulo, a procura por tratamentos que ajudam a largar o cigarro aumentou em 30%. Durante esta etapa, as pessoas que querem largar o cigarro passam por um acompanhamento psicológico ao longo de três meses e meio.

Leia também:

Governo fecha parceria para produzir vacina britânica

Covid-19: testes preliminares da vacina de Oxford chegam a 90% de proteção

O medo do novo coronavírus, e de um possível agravamento do quadro respiratório, caso o indivíduo seja infectado pela Covid-19, está fazendo muita gente deixar o cigarro. O fato de muitos fumantes estarem em isolamento social, junto da família, também tem sido uma das motivações, a fim de não levar a fumaça tóxica para dentro de casa e prejudicar a saúde dos demais familiares.

(Edição: André Rigue)

Mais Recentes da CNN