Melhora dos indicadores em regiões de SP permite flexibilização, diz secretário

À CNN Rádio, Marco Vinholi afirmou que foi a primeira vez que o estado teve queda uniforme no estado dos números da pandemia

Amanda Garcia, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Em entrevista à CNN Rádio nesta quinta-feira (29), o secretário estadual de desenvolvimento regional de São Paulo, Marco Vinholi, comemorou a queda uniforme nos índices da pandemia no estado.

Segundo ele, a tendência de baixa dos números de internações, mortes e casos da Covid-19 permitiu a flexibilização do Plano SP de retomada das atividades.

Os estabelecimentos comerciais do estado de São Paulo não vão mais precisar cumprir restrições de horários a partir de 17 de agosto.

“Quase metade dos municípios do estado de São Paulo tiveram uma semana sem óbitos, uma melhora que se dá de maneira uniforme. Todas as regiões estão abaixo de 70% de ocupação de leitos, todos tiveram melhora significativa”, explicou Vinholi, que disse ainda que esta é a primeira vez que há homogeneidade em todo o estado.

Segundo o secretário, porém, as autoridades alertaram as regiões, que terão “autonomia para aumentar as restrições, em caso de avanço de variantes, internações ou óbitos.”

Marco Vinholi reforçou que o cenário é de “franca melhora” – a taxa de ocupação das UTIs, por exemplo, atingiu o menor nível do ano: de 53% no estado e de 49% na Grande São Paulo.

Mesmo assim, ele fez uma ressalva: “Há de se ter cautela, fazer a reabertura com responsabilidade, a gente acompanha a variação de aumento dos números, como fizemos até agora.”

“Não temos um nível que possibilite a retirada de máscaras e é necessário o respeito aos protocolos de higiene, é uma melhora, uma esperança, a imunização comprova que a vacina é uma solução, mas pregamos cautela e responsabilidade”, completou.

Coronavírus, São Paulo, Marco Vinholi
Secretário do Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, durante Coletiva de imprensa sobre Coronavírus. São Paulo, 08 de maio de 2020.
Foto: Governo do Estado de São Paulo

 

Mais Recentes da CNN