OMS confirma 131 casos de varíola dos macacos e diz que surto “pode ser contido”

Organização convocou novas reuniões com países para compartilhar informações sobre a doença

Vírus da "varíola dos macacos"
Vírus da "varíola dos macacos" CDC/Divulgação

Jennifer RigbyMrinalika Roy;da Reuters

Ouvir notícia

Foram confirmados 131 casos de varíola dos macacos e 106 outros casos suspeitos desde que a primeiro infecção foi relatada em 7 de maio, informou a Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta terça-feira (24). Os 131 casos foram registrados em 19 países onde a doença não é considerada endêmica.

Embora o surto seja incomum, “pode ser contido”, disse a OMS,que convocou novas reuniões para apoiar os Estados membros com mais informações sobre como lidar com a doença e sua transmissão.

Características da doença

A varíola dos macacos (Monkeypox) é uma doença transmitida de animais para humanos (zoonose) silvestre. As infecções humanas incidentais ocorrem esporadicamente em partes florestais da África Central e Ocidental.

Os países endêmicos da varíola dos macacos são: Benin, Camarões, República Centro-Africana, República Democrática do Congo, Gabão, Gana (identificado apenas em animais), Costa do Marfim, Libéria, Nigéria, República do Congo, Serra Leoa e Sudão do Sul.

A doença é causada pelo vírus da varíola dos macacos, que pertence ao gênero ortopoxvírus da família Poxviridae, e pode ser transmitido de uma pessoa para outra por contato próximo com lesões, fluidos corporais, gotículas respiratórias e materiais contaminados, como roupas de cama. O período de incubação da varíola dos macacos é geralmente de 6 a 13 dias, mas pode variar de 5 a 21 dias.

A doença é muitas vezes autolimitada com sintomas geralmente desaparecendo espontaneamente dentro de 14 a 21 dias. Os sintomas podem ser leves ou graves, e as lesões podem ser muito pruriginosas ou dolorosas.

O reservatório animal permanece desconhecido, embora seja provável que esteja entre os roedores. O contato com animais vivos e mortos através da caça e do consumo de caça ou carne de caça são fatores de risco conhecidos.

Mais Recentes da CNN