Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Pará recebe aparelhos e prepara reforços para combate à COVID-19

    Governador fala de abertura de hospital na ilha do Marajó e o que foi feito até agora no Estado, que viu casos da doença dispararem em uma semana

    Da CNN, em São Paulo

    Ouvir notícia

    O governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), disse à CNN que respiradores e outros aparelhos chegam ainda neste domingo (3) a Belém para o combate ao novo coronavírus. Segundo a Secretaria de Saúde Pública, em apenas 7 dias, o número de mortes aumentou 222% no Estado, enquanto a média nacional ficou em 68%.

    “Nossa expectativa é que por volta de 23h30 chegue um voo direto da China com respiradores e bombas de infusão adquiridas pelo governo do Estado, que reforçarão a estratégia de novas UTIs, implementando imediatamente um reforço significativo para salvar a vida da nossa população”, afirmou Barbalho.  

    Ele também falou do aumento de casos. “Lamentavelmente a realidade tem mostrado um avanço muito significativo da COVID-19, particularmente na região metropolitana de Belém, com 80% dos casos. O Estado do Pará tem o tamanho de Portugal, Espanha e França. Temos uma diferença do Amazonas, todo o nosso território é ocupado, o que nos leva a estratégias para cada região”, explica.

    “Em janeiro, habilitamos 11 hospitais regionais e, quando avançamos nos hospitais de campanha, olhamos essas peculiaridades. Há um em Belém, outro em Marabá e outro em Santarém, Na próxima quarta-feira (6) abriremos o hospital de Breves, no Marajó”, completou.

    “Esse hospital está pronto há mais de 10 dias, mas não estávamos conseguindo com que tanques de oxigênio chegassem na região. Foi preciso buscar em outras regiões do Brasil, conseguimos finalmente dois tanques de oxigênio que chegarão à Belém segunda-feira (4) e imediatamente serão colocados em balsas para deslocar nos rios e abrir o hospital até quarta”, espera o governador.

    Mais Recentes da CNN