Produção da Coronavac será retomada em até 2 dias

A atividade será retomada com três mil litros de insumos que chegaram ao Brasil nesta terça-feira, informou o Instituto Butantan

Tainá Falcão

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

 

A produção de uma nova remessa de vacinas Coronavac deve ocorrer entre quinta (27) e sexta-feira (28), segundo Instituto Butantan

A atividade será retomada com três mil litros de insumos que chegaram ao Brasil nesta terça-feira (25). Com essa quantidade, será possível produzir cinco milhões de doses para serem entregues ao Programa Nacional de Imunizações (PNI) em até 20 dias. 

O Butantan diz que fará esforço adicional para entregar as doses antes desse prazo, ainda na primeira semana de junho.

A parte de envase e embalagem do material dura em torno de cinco dias, mas o processo de controle de qualidade é mais demorado e pode durar duas semanas. 

 

Até agora, o Butantan entregou ao PNI mais de 47 milhões de doses da coronavac — sendo 46 milhões do primeiro contrato com Ministério da Saúde e o restante referente ao segundo contrato de 54 milhões de doses. Ainda não há previsão de entrega da próxima remessa de IFA. 

Para cumprir o prazo de contrato, o Butantan precisa receber a última leva de insumos até a segunda quinzena de setembro. 

Além de 100 milhões de doses já contratadas pelo ministério, o Butantan negocia mais 30 milhões de doses para o PNI e 20 milhões exclusivas para o estado de São Paulo.

Frasco com Coronavac, vacina contra Covid-19
Frasco com Coronavac, vacina contra Covid-19
Foto: Vincent Bosson/Fotoarena/Estadão Conteúdo (19.mar.2020)

Mais Recentes da CNN