‘Flertamos com a morte’, relata médica em hospital de referência de Covid-19

Médica relata que a cada três horas uma pessoa morre vítima da doença no hospital de referência para tratamento no Rio de Janeiro

Isabelle Lima e Thayana Araújo , da CNN, no Rio de Janeiro

Ouvir notícia
Referência no tratamento de Covid-19 na capital do Rio de Janeiro, o Hospital Ronaldo Gazolla está lotado de pacientes e os médicos relataram à CNN todos acabam “flertando com a morte” pelo risco de contaminação e alto nível de estresse na árdua rotina para cuidar dos pacientes.

Uma das médicas que prefere não se indentificar, relatou à CNN que a cada três horas alguém morre na unidade vítima de Covid-19 e que cerca de 32 ambulâncias deixam paciente contaminados para tratamento a cada plantão noturno dela.

A falta de EPIs e os atrasos de salário são alguns dos outros problemas listados pelos médicos. À CNN, a médica afirma não conhecer hoje, um colega da equipe que não esteja a base de antidepressivos ou dormindo ao volante quando retorna para casa após um dia conturbado de plantão. “A equipe médica está no limite”, relatou após falar da lotação na unidade com a vinda dos pacientes de Covid-19 do Hospital de Campanha do Riocentro este ano. 

Leia e assista também

Prefeitura do Rio abre 50 novos leitos para tratamento de Covid-19

MP do Rio obtém liminar para cidade receber 80 respiradores comprados em 2019

A CNN também teve acesso a um vídeo que a parte de um alojamento improvisado de médicos no Hospital Ronaldo Gazolla. Nas imagens, é possível ver colchões improvisados para que médicos consigam descansar entre a rotina de atendimentos. Há algumas camas beliches para comportar o tanto de profissonais que dependem do repouso e não podem ir para suas casas .

O Hospital Ronaldo Gazolla recebeu um grupo de profissioanis da saúde, transferidos do Hospital de Campanha do  Riocentro. O prefeito do Rio, Eduardo Paes (DEM) anunciou na última quarta-feira (6) cerca de 80 vagas de leitos abertas e a meta de zerar a fila de espera por vaga no atendimento a pacientes com Covid-19. A nova gestão da prefeitura anunciou 393 novos leitos para enfrentamento da Covid-19 no estado do Rio de Janeiro.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde, afirmou: “A atual gestão da Secretaria Municipal de Saúde entende a forte pressão pela qual os profissionais de saúde na linha de frente da covid-19 estão enfrentando e irá oferecer todo o suporte para a saúde mental dos profissionais. A SMS  tem conhecimento do impacto da pandemia nos trabalhadores que atuam nos setores da covid-19  e por isso irá desenvolver ações de assistência.”

Mais Recentes da CNN