São Paulo vai ter 60 milhões de doses da Coronavac até março

Eficácia do imunizante contra Covid-19 será atestada junto a pedido de uso emergencial à Anvisa

da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O governo de São Paulo espera ter até o fim de março 60 milhões de doses da Coronavac, vacina contra o novo coronavírus desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan — o número é suficiente para vacinar todo o estado. A informação é da âncora da CNN Daniela Lima

O governo do estado ainda não recebeu a carta de intenção de compra de doses do imunizante pelo Ministério da Saúde, mas garante que, mesmo se a Coronavac for incorporada pela pasta ao Plano Nacional de Imunização (PNI), o plano de vacinação ainda começará no dia 25 de janeiro no estado.

Assista e leia também:

Pazuello explica a ministros e Bolsonaro ‘fracasso’ da licitação das seringas

Governo zera alíquota de importação de seringas e agulhas até 30 de junho

São Paulo já tem 11 milhões de doses prontas para uso. Outras seis milhões estão a caminho e chegam em janeiro. Outro lote com 15 milhões de doses vai chegar em março. Portanto, até o fim do primeiro trimestre, o instituto vai ter 60 milhões de doses.

A primeira fase de vacinação vai incluir profissionais da saúde, índios, quilombolas e pessoas com mais de 60 anos. Serão dez mil pontos de vacinação no estado.

Voluntário recebe dose em teste da potencial vacina contra Covid-19 Coronavac
Voluntário recebe dose em teste da potencial vacina contra Covid-19 Coronavac 
Foto: Diego VAra/Reuters (8.ago.2020)

(Publicado por Leonardo Lellis)

 

(Publicado por Leonardo Lellis)

 

Mais Recentes da CNN