SUS no RJ tem apenas 8 leitos pediátricos de UTI disponíveis para Covid-19

Informação foi obtida pela CNN, por meio da Lei de Acesso à Informação

Estrutura de hospitais com leitos de UTI e enfermaria para o tratamento da Covid-19
Estrutura de hospitais com leitos de UTI e enfermaria para o tratamento da Covid-19 Marcella Gomes

Lucas Janoneda CNN

Rio de Janeiro

Ouvir notícia

Em meio ao aumento de casos de Covid-19 em função da variante Ômicron no país, há apenas oito leitos pediátricos de UTI disponíveis para tratamento da Covid-19, em toda a rede Sistema Único de Saúde (SUS) no estado do Rio de Janeiro. Isto inclui, unidades municipais, rede estadual, federal e hospitais particulares conveniados localizados no estado. Esse número não leva em conta os que já estão ocupados ou impossibilitados de uso por algum motivo. A informação foi obtida com exclusividade pela CNN, nesta segunda-feira (7), por meio da Lei de Acesso à Informação.

O documento obtido pela CNN mostra que todos os leitos disponíveis no Rio de Janeiro estão localizados em apenas duas unidades de saúde, ambas na capital carioca. O Hospital Municipal Jesus, especializado em pediatria, abriga sete das oito vagas disponíveis no estado. Já o Hospital Federal da Lagoa é responsável pelo oitavo leito pediátrico.

Para Tania Petraglia, secretária do Departamento Científico de Imunizações da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), a concentração dos leitos dificulta o atendimento de crianças de outras regiões do estado, podendo levar a um agravamento no quadro clínico do paciente.

“Precisamos ter no Rio uma estrutura para abraçar todas as crianças do estado. A crítica vai muito pela necessidade de transporte de uma criança, por exemplo, do norte Fluminense para a capital, o que pode dificultar o estado de saúde. Realmente parece bem pouco o número de leitos, precisamos ver se supre a demanda”, disse Tania Petraglia.

Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) afirma que conta, ao todo, com 17 leitos de UTI pediátricos, atualmente. Já a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) disponibiliza 11 leitos de Unidade Intensiva na capital para crianças. O Ministério da Saúde ainda não retornou a demanda.

Alta de casos em Covid-19 em crianças e adolescentes

O número de crianças e adolescentes com Síndrome Respiratória Aguda (SRAG) causada pela Covid-19 triplicaram em janeiro de 2022, em comparação com o mesmo mês do ano passado. É o que apontam os dados do Ministério da Saúde.

As hospitalizações no país saltaram de 697 para 2.122, na faixa entre zero e 19 anos. Já as mortes quase dobraram, saindo de 49 para 86.

Mais Recentes da CNN