Arqueólogos descobrem múmias egípcias com línguas de ouro

Os arqueólogos descobriram “restos de cartonagem dourada” (uma caixa feita de camadas de linho ou papiro, bem ajustadas e coladas)

Lianne Kolirin, da CNN

Ouvir notícia

A equipe, liderada por Kathleen Martinez, da Universidade de Santo Domingo, na República Dominicana, estava trabalhando no Templo Taposiris Magna, a oeste de Alexandria, no Egito, quando encontrou 16 túmulos que datam das eras grega e romana.

Diversas “múmias em mau estado de preservação” foram encontradas dentro dos poços funerários, de acordo com um post do Ministério do Turismo e Antiguidades do Egito no Facebook.

Os arqueólogos descobriram “restos de cartonagem dourada” (uma caixa feita de camadas de linho ou papiro, bem ajustadas e coladas), assim como “amuletos de folha de ouro na forma de uma língua, colocados na boca da múmia”, de acordo com o Ministério. Segundo os arqueólogos, trata-se de um ritual especial para garantir que os mortos pudessem falar com a corte do deus Osíris na vida após a morte.

Martinez destacou duas múmias como as mais importantes entre os achados. Uma possui decorações douradas mostrando Osíris, o deus da vida após a morte, enquanto a outra tem uma coroa decorada com chifres e uma cobra na testa. No peito encontra-se uma decoração dourada representando um colar, do qual pende a cabeça de um falcão, símbolo do deus Hórus.

Outra descoberta importante foi uma máscara mortuária para uma mulher, de acordo com o doutor Khaled Abo El Hamd, diretor-geral do departamento de Alexandria do Ministério de Antiguidades. Ele também destacou oito flocos dourados representando as folhas de uma coroa de ouro em uma máscara funerária, e oito máscaras de mármore que datam das eras grega e romana. Segundo o comunicado, todos esses objetos “demonstram uma grande técnica de escultura e representação das características de seus proprietários”.

Alexandre, o Grande, rei da Macedônia, conquistou o Egito em 332 a.C.. Após sua morte, o controle do império passou para a dinastia grega de Ptolomeu. Em 30 a.C., os egípcios foram derrotados pelos romanos, que governaram até cerca de 640 d.C.

Na última década, os arqueólogos do sítio descobriram várias moedas com o nome e a imagem da rainha egípcia Cleópatra VII dentro das paredes do templo. Além disso, também descobriram partes de estátuas e bases de templos que provam que foram construídos pelo rei Ptolomeu IV, de acordo com o governo.

(Texto traduzido, clique aqui para ler o original em inglês).

 

 

 

 

Tópicos

Mais Recentes da CNN