Condado dos EUA tem 1º caso de mosquito da febre do Nilo Ocidental em 2020

Amostra positiva para doença foi localizada no município de Shippensburg Township, em Cumberland, Pensilvânia

Os mosquitos contraem o Vírus do Nilo Oriental ao se alimentarem em pássaros infectados
Os mosquitos contraem o Vírus do Nilo Oriental ao se alimentarem em pássaros infectados Foto: Jim Gathany - 23.nov.2015 / CDC via Reuters

Da CNN

Ouvir notícia

O Gabinete de Controle de Vetores do condado de Cumberland foi notificado pelo Departamento de Proteção Ambiental da Pensilvânia nessa quinta-feira (3) de que uma amostra de mosquito que testou positivo para o vírus do Nilo Oriental foi coletada recentemente no município de Shippensburg Township.

Esta é a primeira amostra positiva da doença no condado em 2020 dentre as 547 coletadas até agora.

“Já que estamos perto de um lindo feriado, com muitas pessoas celebrando, pedimos a todos os moradores que redobrem os cuidados quando estiverem em ambiente externo”, disse John Bitner, do Gabinete de Controle de Vetores de Cumberland. 

Assista e leia também:
‘Cigarras zumbis’: fungo controla mente de insetos e os obriga a infectar outros
Primeira vespa assassina é capturada no estado de Washington, nos EUA
‘Simpsons’ previram pandemia e insetos assassinos em 1993; veja outros acertos

Prevenindo a doença

Os moradores podem ajudar a prevenir a disseminação da doença por meio do uso de repelentes, de camisetas de manga longa e calças, tomando cuidado durante o anoitecer (principal momento em que a fêmea do mosquito se alimenta), colocando telas em portas e janelas, eliminando água parada e tratando a água que não pode ser drenada.

Os mosquitos contraem o Vírus do Nilo Oriental ao se alimentarem em pássaros infectados, e transmitem a doença quando picam outro animal ou ser humano, explicou Bitner.

O programa do vírus do Nilo Oriental aplica um Plano Integrado de Administração de Pestes para controlar os mosquitos, limitando os efeitos nas pessoas e no meio ambiente. O Controle de Vetores vai continuar a coletar e monitorar a população de mosquitos e a tratar o habitat aquático para limitar as futuras gerações desses insetos.

Sintomas

O vírus não é transmitido de pessoa para pessoa. Um em cada cinco indivíduos infectados com o vírus do Nilo Oriental desenvolvem uma infecção leve chamada febre do Nilo Oriental, além de dores, febre, erupção cutânea e inchaço dos gânglios linfáticos. Com descanso e hidratação, a maioria dos infectados se recupera em poucos dias.

Menos de 1% das infecções evoluem para uma perigosa Encefalite do Nilo Oriental, que pode levar à morte. Em casos severos, os sintomas são febre alta, dor de cabeça, fraqueza muscular, desorientação, tremores e convulsões. Essa condição requer tratamento médico imediato.

(Texto traduzido, clique aqui e leia o original em inglês.)

Mais Recentes da CNN