Falha de segurança em iPhones e iPads pode ter permitido roubo de dados por anos

Brecha de segurança existe pelo menos desde 2018 e pode ter sido explorada por hackers

O celular iPhone, da Apple
O celular iPhone, da Apple Foto: Tatyana Makeyeva/Reuters (28.set.2019)

da CNN

Ouvir notícia

Uma falha no aplicativo Mail descoberta nesta quarta-feira (22) pode ter deixado usuários de iPhones e iPads vulneráveis a ataques de hackers desde 2018.

A brecha foi encontrada por uma empresa norte-americana de segurança digital, a ZecOps, quando investigava um ataque contra um cliente no final de 2019. De acordo com o presidente da ZecOps, Zuk Avraham, há evidências de que a vulnerabilidade tenha sido explorada em ao menos seis ocasiões.

Um porta-voz da fabricante reconheceu que há uma falha no aplicativo e que uma correção será incluída na próxima atualização.

Leia também:

Guia para blindar seu celular contra golpes no WhatsApp

Avraham conta que o ataque acontecia da seguinte maneira: a vítima recebia uma mensagem em branco no aplicativo Mail, que forçava o aparelho a reiniciar. Esse processo abria uma porta para que os criminosos roubassem dados dos dispositivos, como fotos e detalhes da agenda de contatos. Há indícios de que essa vulnerabilidade esteja sendo explorada desde 2018, pelo menos, diz o desenvolvedor.

Ex-pesquisador de segurança da Força de Defesa de Israel, Avraham suspeita que a técnica de invasão era parte de uma rede de programas maliciosos, que dava aos hackers acesso remoto total aos aparelhos. Ele não conseguiu determinar a identidade dos hackers por trás da aplicação.

Até o momento, a Apple não comentou sobre o assunto.

Com informações da Reuters

Mais Recentes da CNN