Lua cheia acontece na noite desta segunda, dois dias antes do equinócio de outono

No Hemisfério Norte, ela leva o nome de Lua da Colheita

Nasa registra foto de lua cheia conhecida como "Blue Moon" ("Lua Azul")
Nasa registra foto de lua cheia conhecida como "Blue Moon" ("Lua Azul") Nasa

Shirin Alida CNN

Ouvir notícia

Conforme a temporada de outono se aproxima e as temperaturas mais frias se instalam, a lua cheia fará sua estreia nos céus nesta segunda-feira (20) promovendo um luar intensamente brilhante.

No Hemisfério Norte, esta lua cheia também é conhecida como “lua da colheita”, já que tradicionalmente dá aos agricultores mais tempo para colher suas safras de verão durante a noite.

Aparecendo dois dias antes do equinócio de outono deste ano, a lua cheia poderá ser vista 17 minutos após o pôr do sol, de acordo com a Nasa. No Brasil, a lua cheia poderá ser observada a partir das 20h55.

Durante os poucos dias que cercam o aparecimento da lua cheia, o nascer da lua ocorrerá dentro de 25 a 30 minutos no norte dos Estados Unidos e de 10 a 20 minutos no norte do Canadá e na Europa, segundo a Nasa.

Normalmente, a lua nasce por volta do pôr do sol e até cerca de 50 minutos mais tarde, de acordo com a EarthSky.

Mas quando a lua cheia ocorre perto de um equinócio de outono, como a lua cheia, a lua surge mais perto da hora do pôr do sol.

A lua cheia deste ano será a última da temporada de verão para aqueles que vivem no hemisfério norte, enquanto para aqueles no hemisfério sul será a quarta lua cheia de inverno, segundo a EarthSky.

A lua cheia pode parecer maior e mais brilhante do que outras luas cheias, porque esta lua está fisicamente mais perto do horizonte. A localização desta lua dá a ilusão de grandeza, apesar de não ser maior do que as outras luas cheias.

Outra peculiaridade da lua cheia é sua cor que pode parecer especialmente laranja. Isso também se deve ao fato de que a lua cheia está mais próxima do horizonte, o que cria uma maior espessura da atmosfera da Terra criando uma tonalidade laranja, de acordo com EarthSky.

Foi um ano de atividade celestial incomum, com uma rara terceira lua cheia, conhecida como Lua Azul, que apareceu no final de agosto.

Normalmente, é mais comum que uma estação tenha três luas cheias; no entanto, neste ano, quatro luas cheias ocorrerão em apenas uma estação, entre o solstício de junho e o equinócio de setembro.

(Este texto é uma tradução. Para ler o original, em inglês, clique aqui)

Tópicos

Mais Recentes da CNN