Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    SpaceX mostra maneira inédita para capturar foguete em próximo lançamento; veja

    Segundo Elon Musk, quinto teste de lançamento da espaçonave Starship tem previsão de acontecer dentro de quatro semanas

    Nicoly Bastosda CNN

    A SpaceX, empresa de viagens e transporte espacial liderada por Elon Musk, se prepara para o quinto teste de lançamento do foguete Starship e, segundo publicação nas redes sociais, pretende “capturar” o booster Super Heavy, que dá propulsão ao veículo, no “ar”, ou seja, evitando um pouso em solo.

    O Starship, foguete de quase 120 metros de altura, é considerado o mais poderoso do mundo e foi construído com o objetivo de um dia levar astronautas à Lua pela Nasa, e, se tudo der certo, humanos a Marte. O conjunto todo é composto pela espaçonave Starship e pelo booster Super Heavy, o propulsor de 71 metros de altura.

    Em uma publicação em seu perfil oficial no X (antigo Twitter), a SpaceX divulgou um vídeo de como o propulsor da Starship deverá ser capturado pela torre de lançamento “no ar”, a fim de evitar maiores problemas no pouso em solo. Veja:

     

    O empresário Elon Musk, por sua vez, adiantou que o quinto voo de teste da Starship deve acontecer dentro de quatro semanas.

     

    Como foram os testes anteriores de lançamento da Starship

    O quarto voo de teste da Starship ocorreu em junho deste ano e foi o mais bem sucedido até então. Pela primeira vez, o booster Super Heavy fez um pouso suave para ser recuperado e reutilizado em testes e voos futuros. Apesar disso, o conjunto Starship caiu sobre o oceano Índico após mais de uma hora do voo.

    O terceiro teste da Starship, realizado em 14 de março deste ano, chegou a apresentar avanço ao ficar cerca de uma hora na órbita da Terra, mas ao retornar à atmosfera, a transmissão ao vivo do teste anunciou que o contato com o foguete havia sido perdido.

    O segundo voo do Starship realizado pela SpaceX ocorreu em novembro de 2023, mas uma falha levou os engenheiros a perderem contato com a nave no espaço. O primeiro teste, em abril do mesmo ano, também teve problemas, terminando em uma explosão.