Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Telescópio Hubble encontra galáxia encoberta por nuvem cósmica

    Imagem constatou a presença de uma nebulosa que impede a visualização total do sistema

    ESA/Hubble & NASA, J. Dalcanton, Dark Energy Survey/DOE/FNAL/DECam/CTIO/NOIRLab/NSF/AURA

    Giovana Christda CNN

    Uma foto capturada pelo telescópio espacial Hubble, da Nasa (Agência Espacial dos Estados Unidos), conseguiu capturar a galáxia espiral IC 4633. O sistema é rico em atividade de formação estelar e tem um núcleo galáctico ativo.

    Segundo informações da Agência Espacial Europeia, a visualização parcial da galáxia é possível porque sua posição está inclinada em direção à Terra. Foi possível registrar a imagem mesmo a estrutura estando na constelação Apus, que fica a uma distância de 100 milhões de anos-luz de nós.

    A nuvem cósmica MW9 impede a visualização completa da galáxia
    A nuvem cósmica MW9 impede a visualização completa da galáxia / ESA/Hubble & NASA, J. Dalcanton, Dark Energy Survey/DOE/FNAL/DECam/CTIO/NOIRLab/NSF/AURA

    O que impede que ela seja vista por completo é uma nebulosa (que pode ser observada no canto inferior direito da foto acima). É uma nuvem cósmica formada por poeira espacial, plasma e hidrogênio.

    A nebulosa que cobre a IC 4633 na imagem fica na região de formação estelar Chamaleon, que está a 500 anos-luz da Terra, perto da Via Láctea.

    Ela é conhecida por MW9 e Serpente Celestial do Sul e não está próxima a nenhuma estrela. Portanto, só é possível visualizá-la por estar iluminada pelo conjunto da luz de todas as estrelas da galáxia.