Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Twitter informa aos funcionários que demissões começam nesta sexta-feira (4)

    Aviso enviado à equipe diz ainda que escritórios da empresa “serão temporariamente fechados e todo o acesso por crachá será suspenso” para "ajudar a garantir a segurança"

    Donie O'Sullivando CNN Business

    Elon Musk começará a demitir funcionários do Twitter na manhã de sexta-feira (4), de acordo com um memorando enviado à equipe. O e-mail enviado nesta quinta-feira (3) à noite notificou os funcionários de que eles receberão um aviso até as 12 horas (horário da costa leste nos Estados Unidos) de sexta-feira, informando-os sobre seu status de emprego.

    “Se o seu emprego não for afetado, você receberá uma notificação por meio de seu e-mail do Twitter”, disse uma cópia do e-mail obtida pela CNN. “Se o seu emprego for afetado, você receberá uma notificação com as próximas etapas por meio de seu e-mail pessoal.”

    O e-mail acrescentou que “para ajudar a garantir a segurança” dos funcionários e dos sistemas do Twitter, os escritórios da empresa “serão temporariamente fechados e todo o acesso por crachá será suspenso”.

    O e-mail concluiu reconhecendo que será “uma experiência incrivelmente desafiadora” para a força de trabalho.

    O memorando vem depois de notícias de que Musk planejava demitir até metade da equipe da empresa depois de adquiri-la na semana passada por US$ 44 bilhões.

    Musk começou seu mandato no Twitter demitindo o CEO Parag Agrawal e dois outros executivos, de acordo com duas pessoas familiarizadas com a decisão.
    E em menos de uma semana desde que Musk adquiriu a empresa, seu C-suite parece ter sido quase totalmente eliminado, por meio de uma mistura de demissões e demissões. Musk também dissolveu o antigo conselho de administração do Twitter.

    *Clare Duffy contribuiu para esta reportagem

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original