Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    BYD King: sedã híbrido chega ao Brasil em duas versões; veja preços

    Híbrido plug-in da marca chinesa promete até 1.200 km de autonomia combinada

    BYD King
    BYD King Divulgação/BYD

    João Vitor Ferreiracolaboração para a CNN

    A BYD anunciou nesta terça-feira (18) o preço do BYD King, seu novo sedã híbrido plug-in que chega para brigar, principalmente, com o Toyota Corolla Hybrid.

    O King, chega no Brasil em duas versões, GS e GL, que custam R$175.800 e R$ 187.800, respectivamente. Contudo, a BYD anunciou — inclusive com propagandas na TV — um bônus de R$ 6.000 para quem adquirir o carro na pré-venda, que será válida até amanhã (19). Com esse desconto o preço da versão de entrada cai para R$ 169.800, enquanto o do topo de linha chega em R$ R$ 181.800.

    A motorização já é conhecida do público brasileiro. Isso porque o King herda o conjunto mecânico dos modelos 2024 e 2025 do Song Plus. Ou seja, em sua versão mais básica, o King terá bateria de 8,3 kWh e motor elétrico de 179 cv e 32,2 kgfm. Enquanto isso, o topo de linha GL tem o conjunto atual do SUV, com bateria de 18,3 kWh e motor elétrico de 194 cv e 33,1 kgfm.

    Assim como no Song Plus, o King também é equipado com o motor a gasolina 1.5 aspirado de 105 cv e 13,8 kgfm. Com isso, a versão GS chega aos 209 cv combinados, enquanto a topo de linha chega aos 235 cv no total.

    Graças ao sistema híbrido plug-in, o King GS pode rodar por até 55 km em modo totalmente elétrico, de acordo com a fabricante. Na versão GS, o alcance melhora para 120 km. A autonomia combinada do topo de linha chega aos 1.200 km.

    BYD King
    BYD King / Divulgação/BYD

    O sedã traz de fábrica itens como central multimídia de 12,8” com Android Auto e Apple CarPlay, wifi integrado, quatro portas USB, painel de instrumentos de 8,8”, aplicativo sem chave NFC, câmera 360º, sistema de som com 6 alto-falantes, quatro portas USB tipo A (duas dianteiras e duas traseiras), freio de estacionamento eletrônico e sensores de estacionamento dianteiros e traseiros.

    Enquanto isso, o King GS tem a mesma lista de equipamentos com o acréscimo de iluminação ambiente, ar-condicionado digital de duas zonas, ajuste elétrico para o banco do passageiro, faróis de LED com DLR integrado e sistema de som com 8 alto-falantes.

    Mas vale fazer uma ressalva: o King não será equipado com nenhum equipamento de condução autônoma, como piloto automático adaptativo, alerta de frenagem ou sensor de pontos cegos, por exemplo.

    BYD King
    BYD King / Divulgação/BYD

    Por outro lado, seu principal rival, o Toyota Corolla, é equipado com tecnologia mais avançada, o que inclui controle adaptativo de velocidade de cruzeiro, assistente de pré-colisão, sistema de alerta de oscilação, farol alto automático e sistema de alerta de mudança de faixa com controle de direção.

    Essa lista maior de equipamentos pode ser uma das justificativas pelo preço mais alto do sedã japonês, que atualmente tem duas versões híbridas plenas à venda custando a partir de R$ 190.120.

    BYD King
    BYD King / Divulgação/BYD

    Mais barato e com uma lista de equipamentos mais enxuta, o King tenta compensar — além do preço, claro — com o tamanho. Ele é maior que o rival japonês BYD King, medindo 4,78 m de comprimento (14 cm a mais), 2,72 m de entre-eixos (2 cm a mais)), 1,84 m de largura (6 cm a mais) e 1,49 m de altura (6 cm a mais).

    O King estará disponível para nas concessionárias ainda nesta semana. A BYD também estará disponibilizando o King por assinatura através do programa BYD Mais. Com mensalidades a partir de R$ 4.992, para planos de 36 meses e 1.500 km de franquia.