Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Volvo XC40 e C40 chegam à linha 2025 sem mudanças, exceto pelo nome; entenda

    Potência, alcance e equipamentos continuam o mesmo na dupla de SUVs, mas seus nomes agora serão EX40 e EC40, respectivamente

    Volvo EC40
    Volvo EC40 Divulgação/Volvo

    João Vitor Ferreiracolaboração para a CNN

    O Volvo XC40 e C40 estão mudando para a linha 2025, mas não haverá mudanças das versões anteriores, exceto pelos nomes dos modelos.

    Os SUVs passarão a seguir a nomenclatura universal da marca, que ajudará a diferenciar melhor as carrocerias e, principalmente, o tipo de propulsão de cada um dos carros.

    Agora, o XC40 passará a ser chamado de EX40, enquanto o C40 será EC40.

    Sem alterações técnicas e físicas, ambos manterão as duas opções de motorização disponíveis atualmente. A primeira tem um motor elétrico traseiro de 323 cavalos e bateria de 69 kWh. No EX40, ela garante 367 quilômetros de autonomia, enquanto do EC40 são 354 quilômetros, de acordo com as medições do Inmetro.

    Nas versões topo de linha, um segundo motor elétrico é instalado no eixo dianteiro, garantindo tração integral e 408 cavalos nos dois modelos. A bateria também é maior, de 78 kWh, porém a autonomia cai para 348 quilômetros no EX40, e 352 quilômetros no EC40.

    As versões vendidas no Brasil deixam de receber alguns recursos. Um deles é o pacote estético Black Edition, que adiciona rodas de 20’’, opções de estofamento em microfibra e detalhes e acabamento em Black Piano.

    A outra novidade, que chegará como uma atualização OTA (over the air), é o modo de condução Performance. Ele desbloqueia 34 cavalos a mais para os motores elétricos, fazendo com que a potência máxima combinada atinja os 436 cavalos.

    Volvo EX40
    Única mudança fica por conta da placa com o nome do carro na traseira / Divulgação/Volvo

    A dupla também mantém o pacote de equipamentos, que conta com bancos elétricos, central multimídia com Android Auto, Apple CarPlay e Google integrado, câmeras de visão 360º, condução one pedal e sistema de som premium.

    Como será a nomenclatura dos Volvo a partir de agora?

    O nome dos carros da Volvo pode ser um pouco confuso, afinal, eles são uma junção de números e letras, que não fazem sentido para algumas pessoas. Mas cada um deles tem um propósito, e as mudanças ajudarão a distinguir melhor o tipo de motorização de cada modelo.

    Seguindo a tendência que começou com a introdução do EX30, todos os modelos elétricos terão a inicial ‘E’ em seus nomes. Por isso, o XC40 e o C40, passarão a se chamar EX40 e EC40, respectivamente.

    Volvo EX40
    Volvo EX40 / Divulgação/Volvo

    A parte do meio dos nomes define a carroceria do carro. Com as mudanças, elas passarão a seguir a seguinte regra:

    Com motor a combustão:

    • S para sedãs;
    • V para peruas;
    • C para cupês; e
    • XC para utilitários esportivos (SUV).

    Com motor elétrico:

    • ES para sedãs elétricos;
    • EM para minivans elétricas;
    • EC para cupês elétricos; e
    • EX para utilitários esportivos elétricos (SUV).
    Volvo EX40
    Volvo EX40 / Divulgação/Volvo

    Por fim, os números indicam o porte de cada carro. Em ordem crescente, os modelos com número 30 ou 40 são os compactos. Já o 60 são os médios e, o 90 é destinado aos veículos de grande porte.

    Ou seja, juntando tudo, vemos que EC40 nada mais é que um cupê elétrico compacto. Já o mais recente lançamento EX30 é um SUV elétrico compacto, enquanto o S60, que já se despediu do Brasil, mas segue à venda na Europa, é um sedã médio com motor a combustão.

    A montadora sueca também utiliza alguns “sobrenomes” para diferenciar suas versões. Nesse caso, a única mudança proposta será para as variantes “Recharge”, que serão exclusivamente elétricas. Anteriormente, o nome também era designado para versões híbridas plug-ins.