Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Caio Junqueira

    Caio Junqueira

    Formado em Direito e Jornalismo, cobre política há 20 anos, 10 deles em Brasília cobrindo os 3 Poderes. Passou por Folha, Valor, Estadão e Crusoé

    STF impõe a militares o que a política não conseguiu

    Supremo Tribunal Federal formou maioria no entendimento de que as Forças Armadas não são o poder moderador do Brasil

    STF impõe a militares o que a política não conseguiu
    STF impõe a militares o que a política não conseguiu

    O Supremo Tribunal Federal formou uma ampla e inequívoca maioria no entendimento de que as Forças Armadas não são o poder moderador do país e, portanto, não podem ser utilizadas para interferir no funcionamento das instituições democráticas brasileiras.

    “É o óbvio”, como disse em seu voto o decano Gilmar Mendes.

    O que não era óbvio é que precisasse o STF liderar esse debate.

    O Congresso, por exemplo, empurra há mais de um ano propostas para alterar o artigo da Constituição que trata do assunto.

    O Palácio do Planalto evita qualquer manifestação que possa melindrar os quartéis.

    No fim das contas, com esse julgamento, o Supremo deixa claro três pontos: que as Forças Armadas não são – como não devem ser – o poder moderador da República, que o Planalto e o Congresso ainda têm medo de tratar de questões militares, e que é o Supremo quem dá as cartas hoje no país.