Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Caio Junqueira

    Caio Junqueira

    Formado em Direito e Jornalismo, cobre política há 20 anos, 10 deles em Brasília cobrindo os 3 Poderes. Passou por Folha, Valor, Estadão e Crusoé

    Tarcísio faz “pizzada” com deputados e promete liberar emendas para evitar rebelião, dizem fontes

    Cada parlamentar tem direito a cerca de R$ 10 milhões em emendas

    Tarcísio faz “pizzada” com deputados e promete liberar emendas para evitar rebelião, dizem fontes
    Tarcísio faz “pizzada” com deputados e promete liberar emendas para evitar rebelião, dizem fontes

    O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), reuniu 40 deputados estaduais em uma “pizzada” na noite de segunda-feira (1) no Palácio dos Bandeirantes.

    Na reunião, ele prometeu liberar emendas parlamentares de 2024 que estão travadas, o que vem gerando focos de insatisfação na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp).

    Parlamentares relataram sob reserva à CNN que a manutenção da situação poderia levar a uma rebelião na Alesp. Nesse sentido, a reunião foi convocada como uma espécie de confraternização, na qual foi servida pizza.

    Em sua fala, Tarcísio assegurou o pagamento das emendas de 2024 e também das que sobraram de 2023. Cada parlamentar tem direito a cerca de R$ 10 milhões em emendas.

    Segundo apurou a CNN, Tarcísio ainda disse que a arrecadação deste ano em São Paulo foi muito positiva, o que deu uma sobra de caixa não só para a liberação nos próximos dias de emendas, como também para outros investimentos no estado, em especial no setor de infraestrutura.

    Também tratou de projetos que considera prioritários na Alesp neste ano. O mais importante é o Programa Estadual de Regularização de Terras. O projeto já tramita na Assembleia e “concede autorização à Fazenda Pública do Estado para transigir e celebrar acordos, judicial ou administrativamente, para fins de alienação, com vistas a prevenir demandas ou extinguir as que estiverem pendentes, nos processos discriminatórios, em todas as suas fases, nos reivindicatórios, bem como nos processos de regularização de posses em terras devoluta.”

    A CNN procurou o governador sobre o encontro, mas não teve resposta até o momento.