Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Débora Bergamasco

    Débora Bergamasco

    Débora Bergamasco é jornalista, com passagem pelas redações de Estadão, Folha, O Globo, Época, Istoé e SBT

    “Novas chuvas retardam expectativa de reduzir pessoas em abrigos”, diz ministro à CNN

    Paulo Pimenta afirma que, por enquanto, não há demanda por transporte de gaúchos para outros estados

    “Novas chuvas retardam expectativa de reduzir pessoas em abrigos”, diz ministro à CNN
    “Novas chuvas retardam expectativa de reduzir pessoas em abrigos”, diz ministro à CNN

    O ministro da Secretaria de Comunicação Social (Secom), Paulo Pimenta, disse à CNN que as chuvas intensas do final de semana “retardam a expectativa de reduzir o número de pessoas que estão vivendo em abrigos” no Rio Grande do Sul. Atualmente, mais de 70 mil vítimas da enchente vivem em alojamentos improvisados.

    Nesses locais, de acordo com o ministro, são servidas cerca de 300 mil refeições por dia. Segundo ele, moradores que estão nas casas de amigos e parentes também costumam ir aos abrigos buscar comida, água e doações, pois estão também sofrem com o desabastecimento.

    A CNN perguntou ao ministro se há previsão do uso de aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) para transferir residentes do Rio Grande do Sul para outros estados.

    Pimenta diz que, por enquanto, esse tipo de demanda não foi registrada. “Eles não querem deixar suas casas, deixar sua terra. O que notamos é que enquanto mulheres, crianças e idosos ficam nos abrigos, parte dos homens insiste em ficar nas casas, nos apartamentos, mesmo sem água nem luz, para tentar evitar saques às residências feitos por criminosos.”

    O ministro está desde a noite de domingo (12) em Brasília para participar da reunião da Sala de Situação, formada por um conjunto de autoridades que acompanha a crise no Sul.

    Nesta segunda-feira (13), ele deve voltar para o estado gaúcho ao lado do ministro da Integração e Desenvolvimento Regional, Waldez Góes.