Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Débora Bergamasco

    Débora Bergamasco

    Débora Bergamasco é jornalista, com passagem pelas redações de Estadão, Folha, O Globo, Época, Istoé e SBT

    Sugestão de Lula contribuiu para Aguinaldo ser vetado em relatoria sobre reforma tributária

    Ao não acatar, Lira quis mostrar quem manda agora no projeto de regulamentação

    Sugestão de Lula contribuiu para Aguinaldo ser vetado em relatoria sobre reforma tributária
    Sugestão de Lula contribuiu para Aguinaldo ser vetado em relatoria sobre reforma tributária

    O posicionamento público do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) a favor da designação de Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) para a relatoria do projeto de regulamentação da reforma tributária, na Câmara, acabou tendo efeito contrário e contribuiu para afastar o deputado paraibano da função.

    Em evento nesta semana, Lula disse que “seria ideal” se Aguinaldo — relator da PEC promulgada no fim do ano passado — relatasse também a proposta de regulamentação da reforma tributária.

    Ali mesmo, segundo interlocutores do presidente da Câmara dos Deputados, Artur Lira (PP-AL), Lula enterrou as chances de o paraibano repetir a dose.

    Lula ainda tentou dizer que não era uma tentativa de interferência. “Quem indica é presidente da Câmara, longe de mim indicar, só gostaria que levassem em conta isso.”

    Em vez de escolher um relator, para levar protagonismo sozinho, Lira não atendeu a sugestão do governo e vai nomear um grupo para a relatoria do tema. Assim, ele agrada a um numero maior de deputados e mostra que quem manda na Câmara não é Lula.

    Semanas antes, Lira pediu a cabeça do ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, e recebeu de Lula a reposta pública de que “só por teimosia” Padilha ficará muito tempo no cargo.