Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Pedro Duran

    Pedro Duran

    O pai do Benjamin passou pela TV Globo, CBN e UOL. Na CNN, já atuou em SP, Rio e Brasília e conta histórias das cidades e de quem vive nelas

    Com 120 mil atingidos, enchente no Acre se torna o maior desastre ambiental da história do estado

    Os números somam desabrigados, desalojados e pessoas com a rotina consideravelmente impactada pelas cheias dos rios

    Com 120 mil atingidos, enchente no Acre se torna o maior desastre ambiental da história do estado
    Com 120 mil atingidos, enchente no Acre se torna o maior desastre ambiental da história do estado

    A 55 centímetros de bater a máxima histórica de 2015, o Rio Acre continua subindo dia após dia. A previsão de chuvas entre terça (5) e quarta-feira (6) é de 35 milímetros. As pancadas médias ou fortes de chuva fazem com que a água não escoe e o rio siga subindo.

    E com ele, sobe junto o número de pessoas afetadas. Já são mais de 120 mil desalojados, desabrigados ou pessoas que tiveram suas casas invadidas pela água, com energia desligada ou até ilhadas.

    Dos 22 municípios do estado, 19 estão em situação de emergência. Isso representa 86% da população do estado, que é de cerca de 830 mil pessoas. Pontes, ruas, casas, prédios públicos e comércio seguem submersos em algumas das cidades mais afetadas. Em outras, a terça-feira termina com cálculo de prejuízo e limpeza da lama acumulada.

    “Em termos de dimensões, o número de municípios atingidos é o maior desastre já registrado em todo o estado do Acre. Com relação ao município de Rio Branco, é a segunda maior cheia, mas, se for tomar as proporções, é o maior desastre ambiental que nós já tivemos”, afirma o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Charles Santos.

    Nesta terça o Rio Acre bateu 17,85 metros, depois de novas chuvas na cidade. Pra se ter uma ideia, o nível de transbordo é de 14 metros, quase quatro abaixo do estágio atual.